quinta-feira, 26 de abril de 2012

Com dois a menos, São Paulo vence o 14 de Julho

 São Paulo venceu a "batalha de Livramento" diante do 14 de julho e
 alcançou o primeiro triunfo fora de casa

O Sampa conheceu a primeira vitória fora de casa na Segundona Gaúcha. O time foi valente e, em jogo histórico, bateu o 14 de Julho, até então invicto dentro de casa, pelo escore de 1 a 0. Com o resultado, o time mantém-se na quarta posição, porém com quatro pontos a frente do quinto e sexto lugares. No final de semana, o time volta a jogar longe do Rio Grande, contra o Guarani, em Venâncio Aires.

O Rubro-verde foi outro. Com outra atitude, aguerrido, ousado. Marcou sob pressão, adiantou a marcação, não se intimidou nunca e lambeu o chão. Uma aula de aplicação tática foi a tônica do jogo apresentado pelo time treinado por Rudi.  O primeiro tempo, assim como o segundo, apresentou muito nervosismo. Erros de arbitragens, bateboca e três expulsões mostram o que aconteceu na complicada e comprometida arbitragem de Gilmar dos Santos. 


O 14 de Julho começou pressionando, com Michel cabeceando ao lado; o rubro-verde respondeu duas vezes, aos 17 e 25 minutos, com Delmer, que perdeu no segundo pau, e Sapucaia cobrando falta. Mas aos 35, o gol da ousadia. Marcando em cima, Robert roubou a bola e, de fora da área, mandou no ângulo inferior direito de Yai, que nada pode fazer. O 14 foi em busca do prejuízo, e chegou com perigo aos 37, com Léo Paulista, que cabeceou para fora, e aos 48, quando Hilton fez o gol mas foi flagrado em impedimento.

Na etapa final, com pressão ainda maior e com a arbitragem completamente confusa, o Sampa foi literalmente um Leão.  Logo a três minutos, Yai salva duas vezes nos pés de Robert.  Aos 9, após cruzamento na área,  Alex Paulista bateu torto na rede pelo lado de fora. Mas os problemas do Sampa estavam apenas começando: aos 12 Alex Paulista foi bem expulso; aos 13, Léo Paulista obrigou William a grande intervenção; aos 19, Luis Paulo para nos pés de William; aos 21, o árbitro marcou seis segundos do goleiro William, mas não expulsou o jogador, que tinha cartão amarelo, para piorar, expulsou Sapucaia por reclamação. Confusão generalizada em campo e pressão ainda maior do Rubro-negro de Livramento. Com dois homens a menos, o time rio-grandino foi heróico.  Aos 27, 29 e 34 minutos, o Sampa se salvou com defesas de William e através dos pés de Marciel, um gigante em campo como terceiro zagueiro. Aos 37, outro gol anulado, em impedimento de Hilton. No lance ainda, foi expulso Julinho, por reclamação e agressão ao bandeira. No finalzinho, um verdeiro bombardeio, salvo pela excelência chamada William: aos 45, 49 e 52 minutos, o goleiro salvou seis vezes, arrancando aplausos, inclusive, da torcida adversária. Primeira vitória paulista fora de casa, vitória heróica, vitória na Batalha de Livramento.

FICHA TÉCNICA
14 DE JULHPO (0)
- Yai; Léo Paulista, Vando e Julinho; Alexandre (Chipp), Eduardo, Michel (Everton) e Luis Paulo; Foletti e Daniel Quevedo. Técnico: Julio Fuentes
SÃO PAULO (1) - William; teda (Alex Paulista), Caçapa, Artur e Marciel; Bocha, Alex, Sapucaia e Ijuí; Robert (Tainã) e Delmer

Jornal Agora
 Foto: Fábio Dutra